Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Obedecerei, e por não saber para onde me vou dirigir, conformo-me com os ventos favoráveis que encontrar pelo caminho. Esquecer-me das cáries e das costas, da navegação solitária, da depuração de todas as prioridades. Não vou deixar que o sol baixo do horizonte me tolde o prazer de colectar os seus raios, vou gozar as brisas das calmarias pescando para comer, ou talvez endoideça com serpentes marinhas, ou com as Tágides locais (ninfas do celulóide a preto e branco), com o tédio de todos enredos possíveis.

Autoria e outros dados (tags, etc)