Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Continuava sem saber se todo aquele tempo, dedicado àquela actividade, seria uma espécie de futuro nocturno. Se inconscientemente não estava a incorrer numa nova espécie de escravatura. De excesso de dedicação. Se isso não estava a limitar todas as outras hipóteses, a isolá-las. Dois anos era tempo suficiente para ter deixado de ser um capricho. Não era mais do que isso. 



A possibilidade de uma morte súbita ocorre. De um apagão definitivo. Sem um anúncio. Sente uma angustia, que não consegue reprimir, ao encarar essa possibilidade. Subentende nisso uma espécie de tragédia. Numa capitulação. Numa desistência, forçada ou não. 

Já tinha feito uma espécie de promessa: não mais tralhas! Acabaram-se as tralhas. E as tretas, prometem sempre também isso. É uma promoção descarada. Não se podem adquirir separadamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.