Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Hoje sinto-me mais confuso, errático, desnorteado, do que é habitual. Daqui a bocado já me passa. Quando tenho visitas a quem expor toda a mundividência dos meus pontos de vista, e ouvir os pontos de vista deles. Visitas físicas e pouco usuais. Mais esclarecidas em muitos temas que eu próprio. Memórias mais frescas e mais exercício mental. 

O meu segmento é diferente, é por isso mesmo menos ditado por conhecimentos profundos de história, ou de qualquer outra disciplina. Certamente teria mais cuidado em escrever muitas dessas patacoadas que escrevo, que atestam bem a minha ignorância. 

Isso não me tem afectado de maneira nenhuma a prosseguir teclando. Sem um sentido definido, sem nenhuma história envolvente. Sem destino. Com um bilhete na mão, sem dizer Contenças ou Lisboa-Santa Apolónia. Sendo o que posso fazer nos serões azuis, se bem que a pancada, seja a na cabeça que me fez desembocar aqui, ou a pancada que dou, quando é apenas encontrar o tal caminho.

Ainda tenho decisões importantes para tomar. Ainda nem estou tão velho, nem tão sábio, que já não valha nada o que sei. Daqui a uns tempos direi saber o que sei, agora, e não o que saberei. 

Como o bilhete não indica o destino, o revisor deixa-me andar por aqui sempre. Se aparece uma máquina automática de validação de bilhetes posso ficar tramado.

Autoria e outros dados (tags, etc)