Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Segundas-feiras

30.06.14
As segundas-feiras são sempre tramadas. Sobretudo porque de antemão sabia, que são tramadas. Dois dias bastam para o colocar a leste daquilo tudo. A segunda-feira é um retrocesso à realidade. A uma realidade que convém esquecer nos dois dias de descanso. Foi assim que formataram o tempo. Há pouco tempo acrescentam um hora de trabalho. Dão mais tempo para se fazer o que já se faz. A relação entre a produtividade e os gastos do que se produz nessa hora ,provavelmente não compensam. Foi uma maneira, entre outras, de dizerem que não gostam de deles. São secundados por todos aqueles que tem razões de queixa das instituições e confundem a núvem com Juno. Eles fazem o que lhes mandam fazer e se não o fazem melhor é porque não têm condições para isso. 

Só perceberá este síndrome da segunda-feira quem dele padecer por força deste formato de tempo de aluguer a uma profissão. É o formato mais generalizado. Que atinge maior número de trabalhadores. Não há maneira de escapar a este sentimento. Não se nota de igual maneira, poderia ser feito um gráfico com a intensidade do síndrome. A principal característica deste síndrome não oficial, é que custa muito mais fazer tudo o que se faz. Pior ainda quando as segundas-feiras tem mais acontecimentos para tratar. Do fim de semana. Os tais comportamentos devidos a elementos químicos que nunca se deviam misturar, mas que se misturam a toda a hora e não há soluções fáceis para estes convívios.

Passar roupa a ferro numa segunda-feira pode ser um feito notável, se não tivesse sido uma armadilha. Enquanto esperava por um compromisso entreteve-se a fazê-lo. O compromisso demorou o tempo de o fazer. Apesar de ser capaz de o fazer como todas as outras actividades, esta tinha sido uma que força do acontecimentos, nunca tinha praticado muito. Como é preciso ter paciência, acabou por ter paciência para o fazer sem isso tivesse significado alguma tortura. Mesmo o síndrome de segunda-feira não tinha sido um ponto alto no tal gráfico. Os gráficos são apenas ilustrativos. As segundas-feiras também.

A solução para este síndrome é fácil: bastava determinar que nunca se vai trabalhar, depois de um dia de descanso. Muito menos depois de dois dias de descanso (mudança de actividade).

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.