Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


É praticamente incalculável o número e a beleza própria, diferente em tudo o que se possa imaginar, de locais, de pessoas, da natureza, que se pode encontrar em fotos. Partilhadas por muitos olhos que as tentam captar e reproduzir.

Mesmo que se fizesse isso a vida inteira, nunca seria possível ir a todos esses locais onde a natureza e a diferença, relativamente ao que os nossos sentidos nunca captaram. Os sentido perdem nas fotografias, onde falta tudo o resto. 

Que faz um pinguim nas Galápagos?, visitei o mosteiro de Gandem, no Nepal, o mercado de Istambul, o arquipélago de Svalbard, a Zanskar (no Tibete), e umas fotos de engenharia ambiental, que não é feita por engenheiros, mas por agricultores, os arrozais em socalcos de Hongue Hani.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.